fbpx
Hospital IVV - Instituto Volta Vida ×
Blog

Os impactos que a dependência química podem trazer à família

Quando uma pessoa se torna um dependente químico, o primeiro e principal sistema a ser afetado negativamente é a família. Isso traz consequências tanto para o dependente como para toda a base familiar. A fragilização de suas relações, a desestruturação de seus laços de afeto, e a questão financeira são os problemas mais comuns.

Uma pesquisa realizada pela Lenad Família, revelou que pelo menos 28 milhões de pessoas no Brasil têm algum familiar que é dependente químico. O estudo mostrou ainda que cerca de 73% dos pacientes eram poliusuários, ou seja, consumia mais de uma droga. Na pesquisa, a faixa etária das pessoas que consumiam algum tipo de droga variava entre os 12 e 82 anos de idade.

A partir disso, podemos observar o quão preocupante é para uma família quando um de seus membros se torna um adicto. Nesse post iremos mostrar os principais impactos que a dependência química pode trazer à família. Confira abaixo.

Principais fatores sobre dependência química

A adolescência e fase adulta, sem dúvida, é a fase com maior vulnerabilidade para experimentação e o uso abusivo de substâncias químicas. Tal vulnerabilidade está relacionada a diversos fatores como:

  • a onipotência do indivíduo;
  • a busca por novas experiências;
  • influência por grupos de amigos;
  • conflitos psicossociais e existenciais;
  • aspectos financeiros;
  • aspectos relacionados à família (estrutura e apoio).

Alguns dados epidemiológicos revelam que o uso de drogas vem aumentando a cada dia em todo o Brasil. Esse aumento abusivo e a dependência química não só traz problemas familiares, como também sociais, físicos, legais e de segurança para o dependente químico. Diante dessas circunstâncias, podemos destacar os principais impactos que a dependência química pode trazer, são eles:

O medo e angústia: de fato, quando algum membro familiar se envolve com as drogas e isso se torna de conhecimento da família, o medo, a preocupação e angústia aumentam. Muitas famílias entram em conflito pois não sabem como lidar com essa situação.

Problemas financeiros e econômicos: é normal que as famílias apresentem problemas financeiros e econômicos decorrentes de gastos efetuados pelo dependente químico. Isso se dá, pois o indivíduo é tomado pelo vício e pelo uso abusivo das drogas, sem se dar conta das consequências que essas ações podem trazer para ele e para sua família.

Violência física e psicológica  e doméstica: os tipos de violência (física, psicológica e doméstica) são os problemas mais comuns na base familiar de um dependente químico. Isso ocorre porque a família ainda não possui conhecimento suficiente para lidar com a situação ou porque não conseguem ter um diálogo aberto e livre de julgamentos. 

Como pudemos observar, as drogas representam diversos prejuízos à saúde do adicto. Embora o grupo mais afetado seja constituído por adolescentes e jovens, os danos à saúde podem ser irreversíveis em qualquer idade. Entendeu como a dependência química pode afetar bastante a família e porque é tão importante falar sobre esse assunto?  

O Hospital IVV – Instituto Volta Vida, desde 1999, trabalha na recuperação de adictos e estamos prontos para auxiliar você e sua família. Os nossos tratamentos de dependência química possuem atividades de cotidiano, com exercícios em grupo, atendimento médico e psicológico. 

Se ficou com alguma dúvida sobre o assunto, entre em contato conosco e conheça a nossa clínica clicando aqui.

icone whatsapp icone whatsapp